Atividade Física em Obstetrícia e Ginecologia – Da Gravidez ao Climatério

 em Ginecologia, Medicina do Estilo de Vida, Motivacional, Espiritualidade, Ética e Cidadania, Obstetrícia

crossfit

 

Se não estiver sentindo dores, se não for uma gestação de alto risco em que qualquer atividade física pode prejudicar (ameaça de abortamento, placenta prévia, ameaça de trabalho de parto prematuro) PODE!!! Quem conhece o CrossFit sabe que existem diversos treinos funcionais, alongamentos que são importantes para o nosso condicionamento físico

Eu tenho muito mais medo das gestantes que não realizam atividade física do que das que realizam

O CrossFit como diversas atividades físicas pode e deve ser realizada na gravidez DESDE QUE ACOMPANHADA POR UM PROFISSIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA ESPECIALIZADO EM ATIVIDADE FÍSICA NA GRAVIDEZ. Não dá pra você participar dos mesmos exercícios / WOD das mulheres não grávidas. O Coach / profissional de educação física deve substituir alguns exercícios que valorizem as modificações corporais que ocorrem na gravidez como nas fotos

Portanto, converse com um profissional de educação física especializado em atividade física na gravidez e converse com ele sobre qual atividade física você irá realizar e como será a sua rotina dos treinos. Comunique ao seu obstetra para saber se não há alguma contraindicação obstétrica para atividade física na sua gestação!!!

 

 


 

WhatsApp Image 2017-12-08 at 22.49.17

 

.
Artigo publicado na Complementary Therapies in Clinical Practice, em novembro de 2017, com o DOI 10.1016/j.ctcp.2017.11.007 avaliou a prática de atividade física padrão supervisionado por treinador certificado uma vez por semana e comparou com o Pilates, também supervisionado por um treinador certificado e o alívio da dor lombar em 40 gestantes no terceiro trimestre
.
A diferença também entre os tipos de exercícios, é que o Pilates também incluiu exercícios respiratórios e de alongamento em 10 minutos que antecediam o treino, além de um período de “resfriamento” / relaxamento ao final do treino
.
Os resultados do estudo evidenciaram que o Pilates foi mais efetivo do que os exercícios tradicionais
.
E o mais interessante do trabalho foi usar a atividade física como forma de tratamento direcionado às gestantes com dores lombares
.
Um(a) fisioterapeuta especializado ou um(a) profissional de educação física ou mesmo um(a) especialista em acupuntura pode ajudar significativamente as gestantes com dores lombares. São alterações muito comuns na gravidez e que devem ser bem avaliadas e tratadas de forma adequada, em geral pela correção postural e fortalecimento de determinados grupamentos musculares. O controle do peso / da composição corporal na gravidez também é importante. E eu que sou fã da natação e das atividades aquáticas também considero que pode ajudar bastante. Gestantes que desejam parto normal, devem se preparar para utilizar estes exercícios para fortalecimento da musculatura lombar e do assoalho pélvico. Existem profissionais de educação física e também fisioterapeutas especializados nisso.
.
O importante é não ficar parada, seja uma #gestanteativa, pratique atividade física na gestação e fora dela também

 


 

11809535_1499448127044865_1695598915_n

1. Benefícios da atividade física na gestação:

Tornando-se ativa e exercitar pelo menos 30 minutos na maioria, se não todos, os dias da semana pode beneficiar sua saúde durante a gravidez, das seguintes formas:

• Ajuda a reduzir dores nas costas, prisão de ventre e inchaço
• Pode ajudar a prevenir ou tratar a diabetes gestacional
• Aumenta a energia
• Melhora seu humor
• Melhora a sua postura
• Promove o tônus muscular, força e resistência
• Ajuda a dormir melhor
A atividade regular também ajuda a mantê-la apta durante a gravidez e pode melhorar a sua capacidade de lidar com o trabalho. Isso fará com que
mais fácil para você voltar em forma após o nascimento do bebê.

2. Modificações que ocorrem na gravidez que podem alterar a rotina da atividade física:

– Os hormônios produzidos durante a gravidez fazem com que os ligamentos que sustentam as articulações para tornem-se relaxados. Isso faz com que as articulações fiquem mais móveis e com maior em risco de lesão. O peso extra na frente do seu corpo durante a gravidez muda seu centro de gravidade e coloca pressão sobre articulações e músculos, especialmente aqueles na pelve e região lombar. Isso pode torná-lo menos estável, causar dor nas costas, e torná-lo mais propensos a perder o equilíbrio e cair, especialmente no final da gravidez. O peso extra que você está carregando vai fazer seu corpo trabalhar mais do que antes você estava grávida.

 

3. Exercícios físicos seguros na gravidez:

– Alguns esportes são seguros durante a gravidez, mesmo para iniciantes:

• Caminhar é um bom exercício para qualquer pessoa (desde que haja o aumento da frequência cardíaca).
• A natação é muito interessante para seu corpo, porque ela utiliza muitos músculos.
• Andar de bicicleta proporciona um bom treino aeróbico.
• Exercício Aeróbico é boa maneira de manter seu coração e pulmões fortes.
• Se você era corredora antes de engravidar, muitas vezes você pode continuar a correr durante a gravidez, embora em menor intensidade.

 

4. Exercícios que devem ser evitados na gravidez:

Em geral, as atividades onde há um elevado risco de queda, tal como ginástica, esqui aquático e equitação, deve ser evitada. Alguns esportes de raquete também aumentar o risco de cair por causa de seu equilíbrio mudando. Outros esportes para evitar incluem os seguintes:
• Esqui na neve, sua mudança no equilíbrio pode colocá-la em maior risco de lesões e quedas. Além disso, você pode estar em risco de doença de altitude, uma doença causada pelo ar que contém menos oxigênio para respirar.
• Esportes de contato, como hóquei, basquetebol, e futebol- Esses esportes podem resultar em danos para você e seu bebê.
• Mergulho: pode colocar seu bebê em risco de doença descompressiva, uma doença grave que resulta de mudanças na pressão em torno do corpo.

5. Atenção durante a atividade física na gravidez:

As mudanças em seu corpo pode fazer certas posições e atividades de risco para você e seu bebê. Durante o exercício, tente evitar atividades que exigem saltos, movimentos bruscos, ou mudanças rápidas de direção que pode prejudicar suas articulações e causar ferimentos.
Existem alguns riscos de superaquecimento durante a gravidez. Isso pode causar perda de fluidos e levar à desidratação e problemas durante a gravidez.
Quando você se exercita, siga estas diretrizes gerais para um programa de exercício seguro e saudável:
• No primeiro trimestre da gravidez, evitar os exercícios, exceto se você já os realizava antes da gravidez.
• Comece com tão pouco quanto 5 minutos de exercício por dia e adicione 5 minutos a cada semana até que você pode permanecer ativo por 30 minutos por dia.
• Evite exercício vigoroso em clima quente, úmido ou quando você tem uma febre.
• Use roupas confortáveis que irão ajudá-lo a manter a calma.
• Usar um sutiã que se encaixa bem e dá muito apoio para ajudar a proteger seus seios.
• Beba muita água para evitar superaquecimento e desidratação.
• Certifique-se de consumir as calorias extras diárias que você precisa durante a gravidez.

6. Sinais de alerta para interromper a atividade física na gravidez:

Deixar de realizar exercícios físicos e comunicar ao seu médico obstetra se você tiver algum destes sintomas:
• Sangramento vaginal
• Tonturas ou sensação de desmaio
• O aumento da falta de ar
• Dor no peito
• Dor de cabeça
• Fraqueza muscular
• Dor abdominal ou inchaço • Fluido vazando da vagina

7. Retorno da atividade física após o parto

Andar a pé é uma boa maneira de voltar para o exercício. Caminhar várias vezes por semana irá prepará-la para o exercício mais intenso quando você sente-se a ele. Andar tem a vantagem adicional de ficar com o bebê, estar fora de casa em contato com a natureza e com o ar fresco. Quando você se sentir mais forte, considere exercícios mais vigorosos.

Fonte: ACOG 


 

– Depois de um final de semana maravilhoso estudando nutrição e atividade física, ler um artigo recente de setembro de 2015 realmente é bem coerente, principalmente quando relacionada com a obstetrícia, minha especialidade.

– Pois bem: um estudo no Canadá, comparou grávidas obesas e seguiram um programa de 12 semanas de atividade física supervisionada durante a gestação, a partir do segundo trimestre (quarto mês de gestação). As gestantes obesas do grupo que se submeteram à intervenção da atividade física supervisionada comparadas com as do outro grupo que não se submeteram à intervenção da atividade física supervisionada (controle) obtiveram um menor ganho de peso (apesar da alimentação semelhante) e melhor adaptação cardiorrespiratória. 
Não houve diferença em outros parâmetros avaliados como idade gestacional do parto, peso fetal, alterações na ultrassonografia, dentre outros parâmetros.

– É mais um estudo que utilizou a BIOIMPEDÂNCIA TETRAPOLAR.

– Há de se considerar que o número de participantes é pequeno, entretanto, realizar estudo prospectivo em grávida com randomização, utilizando intervenção é muito difícil.

– Salutar ainda é citar que este trabalho foi realizado em país de primeiro mundo, onde o sistema de saúde funciona muito melhor do que nossa realidade brasileira. 
– Então, grávida sem patologia já necessita de atividade física, porque em geral qualquer ser humano necessita de atividade física. Grávidas com maiores fatores de risco como obesidade, diabetes, hipertensão, necessitam ainda mais, preferencialmente supervisionadas por profissionais especializados.
– Para qualquer tratamento em saúde, nunca devemos nos esquecer da boa alimentação, do controle da ansiedade/estresse, da atividade física e da qualidade do sono. E quando necessária, a intervenção medicamentosa pode ser exitosa, principalmente se forem seguidas as medidas já descritas.


pilates

Estudo publicado na Climateric em fevereiro de 2016, avaliou o papel do Pilates na prevenção de quedas em mulheres pós-menopausadas
.
✔️Quedas e lesões relacionadas às quedas representam uma grande preocupação de saúde pública para as mulheres pós-menopáusicas
.
✔️Medo de cair, deficiências na marcha, controle postural e alterações na composição corporal foram identificados como fatores de risco importantes para a queda
.
✔️O exercício físico é uma ferramenta importante na prevenção e gestão de queda
.
✔️O método Pilates é uma atividade que pode ser adaptada a diferentes condições físicas e estado de saúde e é recomendado para várias populações
.
✔️Em mulheres pós-menopáusicas, o método Pilates é uma forma eficaz de melhorar alguns aspectos físicos e psicológicos relacionados com a queda, como o equilíbrio postural e dinâmico. Além disso, algumas capacidades físicas, tais como a flexibilidade, autonomia pessoal, mobilidade e capacidade funcional também têm demonstrado a beneficiar de intervenções de Pilates que envolvem mulheres em sua segunda metade da vida, bem como certos aspectos psicológicos, incluindo medo de cair status, depressivo, e qualidade de vida
.
✔️Pilates mostrou eficaz para evitar quedas em mulheres na pós-menopausa, melhorando o seu equilíbrio, o funcionamento físico e psicológico, e independência


WhatsApp Image 2017-05-21 at 00.02.09

Um ensaio clínico randomizado compostos por mulheres de Natal, Rio Grande do Norte, publicado em Março de 2016, procurou investigar os efeitos psicofisiológicos da ioga em mulheres pós-menopausadas
.
✔️48 mulheres foram alocadas em 3 grupos: sem intervenção (controle), atividade física e ioga. Foram aplicados questionários para avaliação da síndrome climatérica, da qualidade de vida, do estresse, da depressão e da ansiedade. Níveis hormonais também foram avaliados após 12 semanas
.
✔️O grupo que praticou ioga apresentou valores estatisticamente significantes mais baixos para os sintomas da menopausa, o nível do estresse e sintomas de depressão e mais altos na qualidade de vida quando comparados com o grupo controle e o grupo atividade física
.
✔️Apenas o grupo controle apresentou aumento dos níveis de cortisol
.
✔️Os grupos Ioga e atividade física mostraram redução dos níveis de FSH e LH quando comparados com o grupo controle
.
➡️ Estes resultados sugerem que a ioga promove mudanças positivas psicofisiológicas em mulheres pós-menopausadas e pode ser aplicado como uma terapia complementar para esta população
.
Lembrei do hábito Respirar Corretamente bem enfatizado pelos 11 hábitos do @dricaroalves! Faz sentido nos preocuparmos com o relaxamento, com a respiração. A ioga é uma excelente ferramenta para isto .


WhatsApp Image 2017-05-21 at 09.14.29

Experts das Sociedades Espanholas de Menopausa, de Cardiologia e Federação Espanhola de Medicina do Esporte elaboraram um documento de consenso sobre atividade física na mulher pós-menopausada, tendo em vista os inúmeros benefícios da atividade física para esta faixa etária e consoante os graus de evidência científica.
.
Exercícios Físicos (EF) têm uma influência positiva sobre a saúde óssea sendo mais evidente quando os métodos de EF combinados são utilizados, embora EF sem impacto também melhoram o equilíbrio e diminuem o risco de quedas (2B)
.
EF correspondem a principal estratégia para prevenir e tratar a sarcopenia e os seus efeitos de aumento de massa muscular e função, melhorando a flexibilidade, equilíbrio e função física; e corrigindo incapacidade (2C)
.
EF reduzem o risco de doença cardiovascular na mulher menopausada (2B)
.
Ambos os EF aeróbicos e de força podem parcial ou totalmente combater às mudanças associadas à síndrome metabólica em mulheres na pós-menopausa sedentárias (inflamação sistêmica crônica, estresse oxidativo, o tecido adiposo visceral abdominal e dislipidemia) – 2B
.
EF estão relacionados inversamente com os níveis de demência e aumentam a função cognitiva na mulher da meia-idade
.
EF reduzem a dor osteoarticular nas mulheres pós-menopausadas portadoras de fibromialgia ou câncer de mama
.
A menopausa tornou-se um período durante o qual muitas mulheres aproveitam a oportunidade para modificar seu estilo de vida através da adoção de ações de prevenção, incluindo um “estilo de vida saudável”, que incluem uma alimentação saudável, PE regular, e manutenção de uma família ativa e da vida social. Todas estas ações melhoram a qualidade de vida relacionada à saúde (2C)
.
A recomendação dos EF deve ser extendido a todas as mulheres na pós-menopausa, independentemente do estado de saúde, sem a necessidade de exames complementares, exceto quando moderada ou alta intensidade de PE é prescrito
.
HIIT, Pilates e treinamento de resistência / repetição parecem ser os EF mais adequados porque se assemelham de perto o ritmo da vida moderna e fornecem benefícios adicionais (ou seja, melhorar a magra, força e equilíbrio) – 2C
——


WhatsApp Image 2017-05-21 at 09.14.01

 

Harrison et. al (2016) estabeleceram o seguinte sumário dos benefícios da atividade física em períodos importantes da vida da mulher:
.
Pré- concepção (antes de engravidar)
Melhora os resultados da Reprodução Assistida
Previne o ganho de peso
Aumenta a Qualidade de vida
Diminui a prevalência de depressão
Diminui a resistência insulínica na Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP)
————
Gravidez
Diminui o risco de ganho excessivo de peso
Diminui o risco de desenvolvimento do diabetes gestacional
Diminui o risco de intevrenções médicas no parto
————
Pós-parto
Prevenção e tratamento de depressão pós-parto
Perda de peso
.
Desta forma, também reproduziu as seguintes recomendações:
.
➡️Alguma atividade física é melhor do que nenhuma
.
➡️ Seja ativa sempre, todos os dias da semana
.
➡️ Acumule 150-300 minutos de atividade física moderada ou 75-150 minutos de atividade física intensa ou a combinação de ambas .
➡️ Faça atividade de fortalecimento muscular 2 dias na semana
.
➡️ Diminua o tempo prolongado sentado
.
✔️ Muitas clientes chegam ao meu consultório desejando engravidar: 100% das vezes recomendo que faça atividade física que melhora a sua fertilidade. Quando estão grávidas são orientadas e recebem por escrito a recomendação de realizar atividade física*. E 30 dias após o parto (normal ou cesariano) retornam a TODAS as atividades que realizavam habitualmente. O acompanhamento por profissional de educação física capacitado (a) ajuda bastante na prevenção de lesões e principalmente no melhor desempenho. ATIVIDADE FÍSICA É A BASE DE QUALQUER TRATAMENTO EM SAÚDE!!!


Postado em 25/10/2015

WhatsApp Image 2017-05-26 at 07.39.49

 

ornando-se ativa e exercitar pelo menos 30 minutos na maioria, se não todos, os dias da semana pode beneficiar sua saúde durante a gravidez, das seguintes formas:
• Ajuda a reduzir dores nas costas, prisão de ventre e inchaço
• Pode ajudar a prevenir ou tratar a diabetes gestacional
• Aumenta a energia
• Melhora seu humor
• Melhora a sua postura
• Promove o tônus ​​muscular, força e resistência
• Ajuda a dormir melhor
A atividade regular também ajuda a mantê-la apta durante a gravidez e pode melhorar a sua capacidade de lidar com o trabalho. Isso fará com que
mais fácil para você voltar em forma após o nascimento do bebê.

Fonte: ACOG http://www.acog.org/-/media/For-Patients/faq119.pdf?dmc=1&ts=20151025T0658489458


WhatsApp Image 2017-05-26 at 07.40.12

Os hormônios produzidos durante a gravidez fazem com que os ligamentos que sustentam as articulações para tornem-se relaxados. Isso faz com que as articulações fiquem mais móveis e com maior em risco de lesão. O peso extra na frente do seu corpo durante a gravidez muda seu centro de gravidade e coloca pressão sobre articulações e músculos, especialmente aqueles na pelve e região lombar. Isso pode torná-lo menos estável, causar dor nas costas, e torná-lo mais propensos a perder o equilíbrio e cair, especialmente no final da gravidez. O peso extra que você está carregando vai fazer seu corpo trabalhar mais do que antes você estava grávida.

Fonte: ACOG http://www.acog.org/-/media/For-Patients/faq119.pdf?dmc=1&ts=20151025T0658489458


 

 

WhatsApp Image 2017-05-26 at 07.40.47

 

Alguns esportes são seguros durante a gravidez, mesmo para iniciantes:
• Caminhar é um bom exercício para qualquer pessoa (desde que haja o aumento da frequência cardíaca).
• A natação é muito interessante para seu corpo, porque ela utiliza muitos músculos.
• Andar de bicicleta proporciona um bom treino aeróbico.
• Exercício Aeróbico é boa maneira de manter seu coração e pulmões fortes.
• Se você era corredora antes de engravidar, muitas vezes você pode continuar a correr durante a gravidez, embora em menor intensidade.

Fonte: ACOG http://www.acog.org/-/media/For-Patients/faq119.pdf?dmc=1&ts=20151025T0658489458


 

WhatsApp Image 2017-05-26 at 07.41.29

 

Em geral, as atividades onde há um elevado risco de queda, tal como ginástica, esqui aquático e equitação, deve ser evitada. Alguns esportes de raquete também aumentar o risco de cair por causa de seu equilíbrio mudando. Outros esportes para evitar incluem os seguintes:
• Esqui na neve, sua mudança no equilíbrio pode colocá-la em maior risco de lesões e quedas. Além disso, você pode estar em risco de doença de altitude, uma doença causada pelo ar que contém menos oxigênio para respirar.
• Esportes de contato, como hóquei, basquetebol, e futebol- Esses esportes podem resultar em danos para você e seu bebê.
• Mergulho: pode colocar seu bebê em risco de doença descompressiva, uma doença grave que resulta de mudanças na pressão em torno do corpo.

Fonte: ACOG http://www.acog.org/-/media/For-Patients/faq119.pdf?dmc=1&ts=20151025T0658489458


 

WhatsApp Image 2017-05-26 at 07.42.26

 

  • As mudanças em seu corpo pode fazer certas posições e atividades de risco para você e seu bebê. Durante o exercício, tente evitar atividades que exigem saltos, movimentos bruscos, ou mudanças rápidas de direção que pode prejudicar suas articulações e causar ferimentos.
    Existem alguns riscos de superaquecimento durante a gravidez. Isso pode causar perda de fluidos e levar à desidratação e problemas durante a gravidez.
    Quando você se exercita, siga estas diretrizes gerais para um programa de exercício seguro e saudável:
    • No primeiro trimestre da gravidez, evitar os exercícios, exceto se você já os realizava antes da gravidez.
    • Comece com tão pouco quanto 5 minutos de exercício por dia e adicione 5 minutos a cada semana até que você pode permanecer ativo por 30 minutos por dia.
    • Evite exercício vigoroso em clima quente, úmido ou quando você tem uma febre.
    • Use roupas confortáveis ​​que irão ajudá-lo a manter a calma.
    • Usar um sutiã que se encaixa bem e dá muito apoio para ajudar a proteger seus seios.
    • Beba muita água para evitar superaquecimento e desidratação.
    • Certifique-se de consumir as calorias extras diárias que você precisa durante a gravidez.Fonte: ACOG http://www.acog.org/-/media/For-Patients/faq119.pdf?dmc=1&ts=20151025T0658489458

 

 

WhatsApp Image 2017-05-26 at 07.43.10

Deixar de realizar exercícios físicos e comunicar ao seu médico obstetra se você tiver algum destes sintomas:
• Sangramento vaginal
• Tonturas ou sensação de desmaio
• O aumento da falta de ar
• Dor no peito
• Dor de cabeça
• Fraqueza muscular
• Dor abdominal ou inchaço • Fluido vazando da vagina

Fonte: ACOG http://www.acog.org/-/media/For-Patients/faq119.pdf?dmc=1&ts=20151025T0658489458


 

 

WhatsApp Image 2017-05-26 at 07.43.35

 

Andar a pé é uma boa maneira de voltar para o exercício. Caminhar várias vezes por semana irá prepará-la para o exercício mais intenso quando você sente-se a ele. Andar tem a vantagem adicional de ficar com o bebê, estar fora de casa em contato com a natureza e com o ar fresco. Quando você se sentir mais forte, considere exercícios mais vigorosos.

Fonte: ACOG http://www.acog.org/-/media/For-Patients/faq119.pdf?dmc=1&ts=20151025T0658489458


 

Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar