CICLO MENSTRUAL – FISIOLOGIA HORMONAL FEMININA

 em Ginecologia, Medicina do Estilo de Vida, Motivacional, Espiritualidade, Ética e Cidadania

http://www.dreamstime.com/royalty-free-stock-photography-female-menstrual-cycle-ovulation-process-hormone-levels-detailed-medical-illustration-image38558577

ciclo

 

O ciclo hormonal NORMAL apresenta a flutuação de vários hormônios, principalmente FSH, LH, estradiol e progesterona.

Classicamente dividimos o ciclo menstrual em duas fases:
1. uma chamada FOLICULAR ou PROLIFERATIVA ou ESTROGÊNICA, onde há predomínio do estradiol em relação à progesterona, sendo fundamental na produção dos folículos, principalmente o folículo ovulatório que em geral se rompe por volta do 14o. dia do ciclo. É neste momento da OVULAÇÃO que ocorre o pico do hormônio luteinizante (LH), folículo estimulante (FSH) e do próprio estradiol.


2. A outra fase do ciclo menstrual é chamada LÚTEA OU SECRETORA OU PROGESTOGÊNICA, onde há predomínio da progesterona em relação ao estradiol, porque o corpo feminino se prepara para a gravidez que não ocorrendo, após a queda fisiológica dos níveis de progesterona, ocorre a menstruação e se inicia um novo ciclo.

Patologias como Síndrome dos Ovários Policísticos, Endometriose, Infertilidade (sobretudo por insuficiência lútea), Tensão Pré-menstrual e Dismenorreia estão relacionadas ao que chamamos de HIPERESTROGENISMO: uma predominância dos hormônios estrogênios, não exatamente o estradiol, mas principalmente outros estrogênios com estruturas moleculares diferentes do que você produz, quer sejam etinilestradiol (presente em muitos anticoncepcionais), xenoestrogênios e bisfenol A (presentes em inúmeros produtos alimentícios artificiais, copos de plástico, embalagens de bebidas como os refrigerantes, sucos de caixinha e até mesmo no garrafão de água mineral que é aquecido no seu transporte até a casa do consumidor). Progestágenos, ou seja, medicamentos com ação similar à progesterona, por impedir a ação da própria progesterona natural, também estão envolvidas na predominância estrogênica.

Portanto, qualquer contraceptivo que possui hormônio que o corpo não produz, além de não ser FISIOLÓGICO pode ser MALÉFICO. Já estão bem estabelecidos os riscos de trombose, acidente vascular cerebral (AVC), obesidade, distúrbios metabólicos e até mesmo certos tipos de cânceres com o uso dos contraceptivos. Quer saber mais? Acesse a comunidade do facebook Vítimas de Anticoncepcionais.

 

Glaucius Nascimento

Qualquer contraceptivo que possui hormônio que o corpo não produz, além de não ser FISIOLÓGICO pode ser MALÉFICO.

Escolha um método contraceptivo seguro, preferencialmente sem hormônios, preferencialmente a longo prazo. O Dispositivo Uterino de Cobre representa um excelente método contraceptivo.

Glaucius Nascimento

[/vc_column]
Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar