Milagres que a Obstetrícia me proporcionou – Nosso Livro

Agradecimentos aos Presentes no Lançamento do “nosso” Livro: Milagres que a Obstetrícia me Proporcionou

Eu só tenho a agradecer pelo carinho, consideração e pela presença de cada pessoa que compareceu ao Evento de Lançamento do nosso Livro. Eu fiquei muito feliz em registrar esses momentos através de diversas fotos de @petizfotografia e inúmeros autógrafos. Não, eu não me cansei de autografar os livros, ao contrário, estava me sentindo tão realizado, quem nem parecia que vinha de uma semana (na verdade uma quinzena) muito pesada com diversos partos, consultas e visitas. E a vida continuou normal do mesmo jeito: à noite fui visitar uma cliente internada e no outro dia realizei o seu parto, já estava na ativa às 7h do dia das mães!!!

Pra quem não pôde esperar na fila e deseja que eu autografe, por favor, pode me procurar nos meus locais de trabalho, ou se for mais conveniente, pode deixar o livro lá no meu consultório que eu autografo assim que possível [pra quem não sabe, o consultório se localiza no Riomar Trade Center, Torre 3 (C), Sala 1010, no endereço Av. República do Líbano, 251, Pina, Recife – PE – CEP: 51110-131. Telefones: (81) 4141-7374 / (81) 99995-8818].

Este é mais um dia que ficará marcado na minha carreira médica: 12 de maio de 2018, foi lançado o livro: “Milagres que a Obstetrícia me proporcionou” nasceu o escritor Glaucius Nascimento. Espero que todos gostem do livro!!!

Abaixo registro as primeiras fotos do Evento:

Quero comprar!

Discurso de Abertura do Livro

Recife, 12 de maio de 2018

 

Boa tarde a todos

 

Gostaria de agradecer inicialmente à coordenação do Teatro Eva Herz da Livraria Cultura na pessoa de Suênia Alexandrino e aos que fazem a Editora Pandorga, em particular à querida Sílvia Naves, que acreditou no meu trabalho, antes mesmo de acontecerem esses “Milagres que a Obstetrícia me proporcionou”, à querida Letícia Lira, Caio Lima e à equipe da Brava comunicação pelo brilhante trabalho.

 

Quero destacar a presença das seguintes autoridades:

  • Benjamin Gonçalves, vereador de Recife, que é técnico de enfermagem como formação inicial e em nome do qual eu queria parabenizar porque hoje dia 12 de maio é o dia do enfermeiro. E a enfermagem sempre é fundamental para que tudo dê certo nos nossos procedimentos.
  • Mário Lins, representando o Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (CREMEPE) e Sindicato dos Médicos de Pernambuco (SIMEPE) . Este livro enaltece o trabalho de diversos médicos com os quais eu tive o prazer de trabalhar.

 

Quero agradecer antecipadamente a presença de todos vocês, minha família, meus amigos, minhas clientes, meus queridos bebês que ajudei a nascer, meus colegas de trabalho

 

Este evento, muito mais familiar do que formal, celebra mais uma vez a história de várias mulheres, de casos difíceis, com resultados surpreendentes, registrados num livro que foi dividido em duas partes: uma reservada ao caso de Michelle e Maysa, a cesariana que foi notícia no Brasil e no mundo e a outra parte reservada para 15 casos de gestações e partos inesquecíveis de minha carreira médica. E esse livro por mais que tenha o meu nome como autor, na verdade eu tenho orgulho de considerar todos os participantes não apenas das histórias do livro, mas aqueles que foram fundamentais e não foram citados como co-autores desta Obra.

 

O lançamento do livro “Milagres que a obstetrícia me proporcionou” também marca mais uma página da medicina de Pernambuco, em particular da Obstetrícia, esta especialidade tão bonita, que nos tantas alegrias, mas que nos traz tantas decepções, a especialidade considerada “caixinha de surpresa” e que eu também chamo de “esporte radical” principalmente para as gravidezes de alto risco. O livro enaltece inúmeros profissionais com quem trabalhei e que foram fundamentais para minha formação médica.

 

Antes de escrever o livro eu pesquisei para encontrar alguns livros que abordassem de forma real algumas histórias de perdas gestacionais e superação, mas não encontrei. E esta foi a principal motivação: eu queria escrever para ajudar as pessoas a enfrentarem muitas vezes o desafio de ser mãe e de ser pai. Se para alguns a maternidade ou a paternidade é fácil, para outros trata-se de uma verdadeira Odisseia, muitas vezes frustrantes por diversas perdas gestacionais. É a dor que não tem nome, a dor da perda de um filho tão desejado.

 

E como o livro é sobre Medicina e Espiritualidade, nada mais coerente o que realizarmos uma oração. Então vamos começar fechando os olhos e vamos começar uma prece em sintonia.

 

“Em nome do pai, do filho e do espírito santo, amém!

“Obrigado Senhor por esta oportunidade de lançar um livro sobre tantas histórias bonitas que pude acompanhar e participar. Obrigado Senhor pela presença de cada pessoa aqui presente e mesmo as que não puderam comparecer, abençoa a família de cada um.

Abençoa Senhor a mãe de cada um aqui presente, mas conforta aqueles (assim como eu) cujas mães, já faleceram materialmente, mas que certamente vivem no interior de suas vidas, no plano espiritual. E de maneira especial, fortalecei aqueles casais que passaram por uma experiência de perda e ainda precisam da tua luz para seguir em frente. Mateus, meu anjinho no céu ,você apareceu na minha vida para me provar o quanto vale a pena insistir, levantar a cabeça, melhorar ainda mais e seguir em frente. Você me ensinou muito mais a ser pai, esposo, cristão e médico. Vovó Vilma deve estar muito feliz aí no céu com você.

Abençoa Senhor esta obra, os milagres que a Obstetrícia me proporcionou, através das tuas ações , que ele seja um instrumento de ajuda para que mais e mais casais possam enfrentar as dificuldades de suas vidas e renasçam como eu, Amanda e diversas pessoas que participaram das histórias escritas no livro.

E se eu tiver que ser um pouquinho egoísta eu gostaria de publicamente lhe pedir pela gestação de minha esposa Amanda, para que tudo ocorra bem e que Miguel venha para nos completar ainda mais, como uma família cristã. E de maneira mais particular ainda, abençoa a tua filha “nononono” e teu filho “nononono”, dai forças para que eles superem quaisquer desafios que apareçam nesta jornada e que também o seu filho “nononono” seja mais um exemplo de que vale a pena acreditar na tua Misericórdia. E como rezamos no terço da misericórdia:

Senhor, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro

Senhor, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro

Senhor, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro  

Em nome do pai, do filho e do espírito santo amém.”

Vídeo do Caso de Michelle e Maysa

Vídeo em Homenagem às Famílias

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar